No jornal O Globo, ADEPOL DO BRASIL é consultada em matéria sobre assédio em bares

0
322

A ADEPOL DO BRASIL foi uma das fontes ouvidas na matéria do jornal O Globo veiculada no domingo (18), “Gilr Power: Bares de São Paulo Adotam Códigos e Treinam Equipes Contra Assédio”. A reportagem é assinada pelas jornalistas Elisa Martins e Laura Mariano.

De acordo com a lei aprovada em maio, determina-se a criação de regras, como palavras-chave de alerta e ação rápida de funcionários, para evitar casos de violência contra mulheres. Entrega de bilhetinhos e pagar a conta de outra mesa são condutas canceladas na noite paulistana. O combate a esses crimes por bares, restaurantes e boates de São Paulo passou a ser obrigatório, em meio a um aumento da violência contra mulheres no estado — o primeiro trimestre registrou recorde de feminicídios e estupros.

Ainda segundo a matéria, a lei prevê punições administrativas em caso de descumprimento, e até fechamento de portas. Mas a fiscalização não é simples. A delegada Raquel Gallinati, diretora da ADEPOL DO BRASIL, ressalta que os estabelecimentos não podem ser omissos:

“As casas podem ajudar na responsabilização de um crime sexual, seja fornecendo imagens, como testemunhas, acolhendo a vítima e facilitando um pedido de ajuda ou uma denúncia. Agilidade faz toda a diferença”, destacou a Diretora.

Conteúdo completo: https://oglobo.globo.com/brasil/noticia/2023/06/tem-suco-de-uva-bares-de-sao-paulo-criam-codigos-e-treinam-equipes-contra-assedio-sexual.ghtml