O LIVRO DELEGADO DE POLÍCIA: “O QUE APRENDER NA PRÁTICA DO DIA-A-DIA”, JÁ ESTÁ DISPONÍVEL EM FORMATO DIGITAL

0
251

De policial para policial. Essa é a proposta do livro, recém-lançado em formato digital, Delegado de Polícia: o que aprender na prática do dia-a-dia.

Um livro escrito para policiais que querem ir a fundo na atividade profissional e ter sucesso diante dos mais diversos problemas que surgem diariamente.

“A intenção é facilitar o amadurecimento de delegados iniciantes ou mesmo já experientes, diante das adversidades na rotina de uma delegacia. Aprender na teoria o que fará na prática, encurtando o caminho do conhecimento e tomando decisões mais consonantes com a realidade”, diz o autor Elson Matos. 

E nada melhor para simplificar e fortalecer esse tajeto do que a experiência de alguém que sabe como as coisas acontecem, que aprendeu com anos de muito trabalho e talento.

Dentre os vários aprendizados tratados no livro, o autor cita os principais: ter credibilidade com a equipe, tomar decisões corretas em situações de crises, administrar o comportamento dos policiais, combater ações criminosas, interagir com a sociedade local, dentre outras atividades que são responsabilidade da autoridade policial. 

“O livro foi pensado para repassar aos colegas da polícia experiências pelas quais passei e em que poderia ter agido com mais consciência e feito o que era certo, caso tivesse conhecimento de alguns temas que são tratados nessas páginas”, completa Elson Matos. 

Delegado de Polícia: o que aprender na prática do dia-a-dia acaba de ser lançado e está à venda no site www.amazon.com.br pelo preço promocional de R$ 17,00. Para acessar é necessário instalar o aplicativo Kindle.

SOBRE O AUTOR

Elson Matos da Costa é delegado da Polícia Civil aposentado. Trabalhou durante muitos anos no Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), integrando e chefiando a Divisão Antisseqüestro.

Esteve à frente de importantes unidades policiais, no interior e na capital de Minas Gerais. Com várias equipes, policiais completamente diferentes e casos bastante intrincados conseguiu superar as dificuldades e encontrar o sucesso profissional. 

Foi promovido a Delegado Geral de Polícia em Minas Gerais, em 1997, por Ato de Bravura, em Taubaté-SP, onde foi gravemente ferido em um confronto armado contra sequestradores. 

Está a frente da disciplina de TAP – Técnicas de Ação Policial, na ACADEPOL/MG – Academia de Polícia Civil de Minas Gerais desde 1993, como Professor/Coordenador

Na década de 90, quando Minas Gerais se via às voltas com vários crimes de seqüestro, a equipe chefiada por ele teve 99% de êxito, prendendo seqüestradores e libertando o refém do cativeiro, sem pagamento de resgate. 

Suas ações tornaram o Estado referência de melhor polícia investigativa do Brasil.