Nota de Falecimento – Presidente Adepol de Santa Catarina morre nesta quarta-feira em Florianópolis

0
1353

 

É com tristeza e pesar que a Associação de Delegados de Polícia do Brasil (Adepol do Brasil) comunica o falecimento do presidente da Adepol de Santa Catarina, Renato Hendges, por volta das 5h desta quarta-feira (16) em Florianópolis, em decorrência de um câncer.

Já no segundo mandato como presidente da Associação de Delegados de Santa Catarina, o delegado Renato José Hendges, que atuou por mais de 40 anos na Polícia Civil, foi um exemplo de dedicação ao trabalho. Renato era não apenas uma referência para a entidade, como também muito querido por todos os colegas de profissão e pelos cidadãos catarinenses.

Como delegado da Divisão Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), solucionou inúmeros casos ao longo da carreira, sempre zelando pela segurança do povo de Santa Catarina.

Recentemente, no dia 03 de abril, foi homenageado com a ‘Medalha Anita Garibaldi’, uma das principais condecorações do governo catarinense, por seus trabalhos prestados ao longo da carreira. Também já havia sido condecorado com a ‘Medalha do Mérito’, de Florianópolis e do Judiciário Catarinense, e recebeu o título de ‘Cidadão Catarinense’, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

O corpo será velado hoje na Academia de Polícia Civil, no bairro Canasvieiras, em Florianópolis. Na oportunidade, a Adepol do Brasil aproveita para prestar condolências e solidariedade aos familiares.

Biografia

Renato Hendges tinha 66 anos e era natural de Palmeiras das Missões (RS). Formado em direito, iniciou a carreira na Polícia Civil como comissário, em 1974. Passou a atuar como delegado em 1983, quando iniciou as atividades na Comarca de Rio do Sul,  Vale do Itajaí. Em 1990, ingressou na Divisão Antissequestro da Deic, onde permaneceu até se aposentar.