ESTADÃO consulta ADEPOL DO BRASIL sobre boatos relacionados à lei de violência doméstica

0
14

O ESTADÃO Verifica, núcleo de checagem de fatos do jornal, consultou a ADEPOL DO BRASIL sobre um projeto de lei que visa manter sigilo sobre a identidade da vítima em certos tipos de processos judiciais.

Segundo a Adepol do Brasil, é importante esclarecer que o acusado não tem direito a conhecer a identidade da vítima nesses casos, uma medida que visa proteger a privacidade e a integridade das vítimas.

Além disso, a entidade de classe se manifestou para esclarecer boatos e interpretações equivocadas que estavam circulando e deturpando o contexto do projeto de lei. Esses esclarecimentos são importantes para garantir uma compreensão correta da proposta legislativa e evitar desinformação.

A manutenção do sigilo sobre a identidade da vítima é vista como uma forma de proteção e de incentivo para que mais vítimas se sintam seguras para denunciar crimes, sem o receio de exposição pública.

https://www.estadao.com.br/estadao-verifica/lei-violencia-domestica-sigilo-nome-agressor-filho-lula/