CPI ouvirá pesquisadores sobre assassinatos de jovens no Brasil

0
571

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o assassinato de jovens no Brasil promove, nesta segunda-feira (18), uma audiência pública com pesquisadores para a apresentação de dados sobre os homicídios de jovens nos últimos anos.

Foram convidados para o debate Julio Jacobo Waiselfsz, autor do Mapa da Violência dos Jovens no Brasil; Luiz Eduardo Soares, professor especialista em Segurança Pública; Ignácio Cano, fundador do Laboratório de Análise de Violência da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ); Sergio Adorno, coordenador do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP); Michel Misse, professor do Núcleo de Estudos de Cidadania, Conflito e Violência Urbana da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Os homicídios dolosos são a principal causa de mortes não naturais e por violência entre jovens no Brasil, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgado no ano passado. A presidente da CPI, senadora Lídice da Mata (PSB-BA), explicou que a comissão pretende discutir o problema e apresentar propostas aos governos federal, estaduais e municipais para reduzir essas mortes violentas.

— Essa CPI certamente nos levará a discutir o modelo de segurança pública que temos, o modelo de polícias que temos. Não passará ao largo, sem dúvida nenhuma, da conclusão de que a nossa juventude também precisa, e mais do que nunca, do caminho da educação como uma das fortes possibilidades de inserção social e de afastamento da vulnerabilidade em que se encontram — afirmou a senadora em pronunciamento.

A reunião da CPI começa às 19h30, na sala 15 da Ala Senador Alexandre Costa.

 

Fonte: Agência Senado