ADEPOL DO BRASIL PARTICIPA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO ESPECIAL DA REFORMA ADMINISTRATIVA

0
93

Na última terça feira, 24/08/2021, a Adepol do Brasil por meio de seu Presidente Rodolfo Queiroz Laterza participou de mais um debate em audiência pública na Comissão Especial da PEC 32/2020, se posicionando criticamente a inúmeros pontos do texto.

O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol), Rodolfo Queiroz Laterza, argumentou que a reforma administrativa seria incompatível com as carreiras de segurança e poderia gerar problemas de estabilidade nas instituições policiais. Como exemplo, ele afirmou que a extinção de adicionais de tempo de serviço poderia prejudicar carreiras que não têm privilégios e cuja remuneração é baixa. Outra distinção em relação a outros cargos públicos seria a avaliação de desempenho, que segundo ele é extremamente severa para os policiais.

Laterza ainda demonstrou preocupação com dispositivo da reforma administrativa que, segundo ele, poderia delegar as atividades militares e de segurança pública para iniciativa privada. “Isso pode tornar inefetivo um serviço que é essencial para o direito à vida, à liberdade, à segurança”, alertou.

Conforme já noticiado pela ADEPOL DO BRASIL em informe específico sobre a Reforma Administrativa na semana passada , o relator da PEC 32, Deputado Federal Arthur Maia se prontificou a suprimir substancialmente dispositivos nefastos da famigerada proposição. Seu relatório deve ser apresentado semana que vem.

Fonte: Agência Câmara de Notícias