ADEPOL DO BRASIL participa de audiência pública na Assembleia Legislativa de SP sobre Lei Orgânica Nacional das Polícias Civis

0
19

A ADEPOL DO BRASIL participou, na quarta-feira (27), de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) da Frente Parlamentar em Defesa da Polícia Civil do Estado de São Paulo, coordenado pelo deputado Reis. Na ocasião, debateu-se a Lei Orgânica Nacional das Polícias Civis.

Pela entidade de classe estiveram presentes o presidente Rodolfo Queiroz Laterza, e a diretora Raquel Gallinati. Também marcaram presença o delegado geral adjunto, ligado à Secretaria da Segurança Pública do Estado, Gilson Cezar Pereira da Silveira, o presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), Adriano Bandeira, a diretoria do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) e demais entidades representativas

Em sua explanação, Laterza contextualizou a Lei, ressaltando os principais pontos sancionados. “Essa lei exigiu uma dedicação extrema de homens e mulheres; é a nossa certidão de nascimento. Finalmente, nos coloca como referência na Segurança Pública e nos livra da marginalização dentro das estruturas estaduais. Portanto, é um dever moral de cada policial civil lutar pela aplicação efetiva dessa legislação, garantindo que não se torne apenas um amontoado de palavras em papel”, disse.

Laterza também destacou a importância da parceria com o Parlamento Paulista, enfatizando que o evento em questão era crucial para esclarecer e detalhar a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil. “Esta legislação possui vários dispositivos autoaplicáveis, que devem ser cumpridos imediatamente. Além disso, este debate traz à tona a urgência do Estado de São Paulo em aumentar os investimentos, reorganizar as estruturas e, principalmente, valorizar as categorias profissionais, uma medida absolutamente necessária “, acrescentou o presidente da Adepol.