ADEPOL DO BRASIL analisa crescimento de denúncias de agressões contra idosos

0
103

Em entrevista concedida à TV ALESP, a ADEPOL DO BRASIL analisou o aumento de denúncias de violência contra idosos. Os números foram 47% maior no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2022.

Somente nos primeiros seis meses de 2023, o Disque 100, do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, recebeu 65.331 denúncias de violência cometidas contra esse público, contra 44.458 no primeiro semestre de 2022. Pessoas idosas são o segundo grupo que mais sofre abusos, ficando atrás apenas das crianças e dos adolescentes.

“Os crimes contra idosos são subnotificados. Figuram numa parcela alarmante das chamadas cifras negras. Então a gente tem conhecimento talvez de 10% dos crimes que ocorrem, quase 90% dos crimes não chegam ao conhecimento das autoridades justamente porque ocorrem na clandestinidade”, explica a Diretora da ADEPOL DO BRASIL, Raquel Gallinati.

Entrevista completa: