Presidente da ADEPOL DO BRASIL é consultado sobre riscos para brasileiros lutando por Kiev em matéria da agência Sputnik

0
161

O Presidente da ADEPOL DO BRASIL, Rodolfo Queiroz Laterza, foi uma das fontes ouvidas na reportagem “Brasileiros lutando por Kiev correm risco de vida e de processo penal, alerta presidente da ADEPOL”, publicada pela agência de notícias Sputnik.

Laterza, também pesquisador de conflitos militares e autor de estudos do “História Militar em Debate”, alertou sobre a realização de campanha sistemática e institucional de aliciamento no Brasil por parte de país estrangeiro, que pode configurar crime.

Segundo o Presidente, “recrutar cidadãos brasileiros para servir a forças militares ou paramilitares estrangeiras pode caracterizar crimes previstos na Lei de Organização Criminosa – Lei 12850/2013”.

O presidente da ADEPOL DO BRASIL ainda alerta que os crimes cometidos na zona de guerra pelos brasileiros aliciados podem ser passíveis de processo no Brasil, de acordo com o princípio da extraterritorialidade.

Para ler a matéria completa: https://sputniknewsbr.com.br/20230714/brasileiros-lutando-por-kiev-correm-risco-de-vida-e-de-processo-penal-alerta-presidente-da-adepol-29585764.html