Presença de presos custodiados em delegacia será tema de reunião em Sergipe

0
4662

A  presença de presos custodiados nas delegacias em Sergipe tem sido motivo de reclamação por parte dos Policiais Civis. E de acordo com a Associação dos Delegados de Policia Civil (Adepol), uma reunião será marcada na próxima semana com o secretário de Segurança Pública para tratar sobre o assunto. Mas antes disso, a Adepol vai realizar uma assembleia com a categoria e levar propostas para acabar com a superlotação das delegacias do estado.

Segundo o Adepol, o número de custodiados em delegacias diminuiu desde a última greve, há um mês. Mas toda semana, entre 60 e 80 pessoas são detidas no estado. Uma das soluções seria limitar de dois a três presos, por cela, respeitando a Lei de Execução Penal e a outra é cada delegacia só receber os presos da própria área.

O presidente da Adepol, Paulo Márcio Cruz explicou a situação da distribuição dos presos nas delegacias. “Um exemplo é a 5ª Delegacia Metropolitana que possui 40 presos atualmente, mas somente dez são investigados pela 5ª Delegacia”, explicou o presidente da Adepol, Paulo Marcio Cruz.

Uma outra solução seria a construção de um local para receber esses presos provisórios. ” Uma unidade da policia civil que abrigue cerca de 70 a 80 presos, que é quantidade de pessas presas semanalmente. Com essa medida nenhum preso ficaria custodiado em delegacia de polícia. E isso permitiria que os agentes e os investigadores tivessem condições de ir para as ruas fazer o trabalho da polícia civil que é a investigação policial e a elucidação do crime”, reforça Márcio Cruz.

Para o coordenador das delegacias da capital, Paulo Ferreira a solução para o problema pode estar perto de ser resolvida. Já que em outubro começam em todo o país as audiências de custódia, que vão ajudar a esvaziar as delegacias. ” Os presos serão apresentados a autoridade judiciária após a lavratura do flagrante e ele autoridade vai avaliar se existe a possibilidade de relaxamento da prisão, ou se ele será encaminhado ao sistema prisional. Então não vamos mais acumular presos nas delegacias”, finalizou o coordenador.

 

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here