“Paz na Escola” reinicia atividades na Escola Rio Branco

0
1199

O projeto PAZ NA ESCOLA, realizado na Escola Estadual Rio Branco, pela Ouvidoria da Policia Civil do Estado, voltou às suas atividades nesta quarta feira, 26.

 O projeto PAZ NA ESCOLA, realizado na Escola Estadual Rio Branco, pela Ouvidoria da Policia Civil do Estado, voltou às suas atividades nesta quarta feira, 26, com a excelente palestra do delegado Túlio Anderson. As turmas do 8º Ano participaram da atividade, cujo tema foi dos mais relevantes para o momento: Trânsito.

O palestrante observou aos alunos, que todos têm direitos e deveres a serem cumpridos com muita responsabilidade no trânsito. Leis, regras e normas que valem não só para os motoristas, como também para os motociclistas, ciclistas e pedestres. “A responsabilidade e a obrigação no cumprimento das leis é a garantia para a segurança de todos”, alertou  o delegado.

O PAZ NA ESCOLA, idealizado pelo delegado de Policia Civil, Paulo Xisto e coordenado pela professora Nara Vargas, já levou outros temas aos alunos, como os riscos do uso de Drogas, Direitos do Consumidor e os Perigos da Exposição na Internet.

Esta iniciativa da Ouvidoria da Policia Civil também tem o objetivo de reduzir os índices de violência nas escolas de Porto Velho, fazendo com que esta aproximação escola – policia, traga mais segurança para os professores e alunos. “A partir deste projeto poderá se criar uma cultura de enfrentamento à violência que ocorre nas escolas. Esta é uma ação que deverá ocorrer através dos nossos levantamentos e do acompanhamento dos profissionais da escola”, enfatizou Paulo Xisto.

A Policia Civil poderá ainda nesta parceria oferecer palestras com médicos, psicólogos, delegados e outros profissionais que trabalham temas como drogas, abuso sexual, agressão, furto, danos ao patrimônio público, entre outros. “No inicio, ainda no ano passado, o projeto foi apresentado aos pais e professores. Esta ação foi muito bem recebida por toda a comunidade escolar, que acredita no projeto como um parceiro, um aliado no combate à violência” afirmou a professora Nara Vargas.