PA – Delegados condenam atuação midiática dos promotores do Gaeco

550
6914

O jornalista Celso Nascimento, na sua coluna deste domingo, 28, na Gazeta do Povo, registra que a Associação dos Delegados de Polícia do Paraná tomou pública sua posição sobre a atuação do Ministério Público por meio do Gaeco. Os delegados condenam promotores que “têm extrapolado ao agir de forma autoritária e seletiva buscando mais o sensacionalismo e os holofotes da mídia do que resultados que possam conduzir à responsabilização de autores dos delitos”, diz trecho da nota divulgada nesta sexta-feira, 26.

A Adepol cita casos ocorridos no Paraná, como o “vazamento irresponsável de calúnias contra Fernanda Richa procurando vinculá-la em malfeitos”. E acrescenta: “Nem mesmo o direito à defesa dos investigados tem sido admitido e respeitado, como se viu na tentativa de intimidação por parte do Gaeco ao advogado Sergio Botto de Lacerda pelo simples fato de, como profissional do direito, ter impetrado habeas corpus em favor de um suspeito”.

 

 Fonte: Fabio Campana