Militares e policiais discutem projeto que revoga Estatuto do Desarmamento

0
1663

A comissão especial que analisa proposta (PL 3722/12) que revoga o Estatuto do Desarmamento discute o assunto nesta manhã com representantes do Exército, da Polícia Federal e da indústria de armas.

O projeto divide opiniões de parlamentares e especialistas. Os favoráveis afirmam que o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03) vigente desde o final de 2003 salvou mais de 100 mil pessoas que seriam vitimadas por armas de fogo.

Já os que são contrários afirmam o que o Estatuto falhou exatamente em desarmar o País, que continua com um contingente elevado de armas de fogo.

Foram convidados para discutir o assunto nesta manhã:
– o diretor de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército, general Luís Henrique de Andrade;
– o chefe da Divisão de Repressão a Crimes contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas da Polícia Federal, Luís Flávio Zampronha;
– o chefe da Divisão Nacional de Armas da Polícia Federal, Tony Gean Barbosa de Castro;
– o presidente da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munição (Aniam), Salésio Nuhs; e
– o coronel Marco Antônio Santos, representante da Federação Brasiliense de Tiro Esportivo.

A comissão já está reunida no plenário 9.

Íntegra da proposta:

 

Fonte: Agência Câmara Notícias