MA – Entidades denunciam pressão do Governo Flávio Dino ao TJ do Maranhão

0
29751

Após a decisão do STF, através do ministro Celso de Mello, na noite de quarta-feira (01), que arquivou o agravo regimental interposto pelo Governo do Estado e manteve sua decisão, proferida em dezembro do ano passado, garantindo o reajuste de 21,7%, entidades de classe emitiram nota contra uma suposta tentativa do Governo Flávio Dino de protelar a decisão. Veja abaixo.

NOTA ABERTA

As entidades de classe abaixo nominadas, todas pertencentes ao serviço público estadual, tendo tomado conhecimento de ações inadequadas do Governo do Estado, vêm a público repudiar a pressão indevida feita pelo Governo em alguns membros do Poder Judiciário, que tomarão parte no julgamento da Ação Rescisória nº 36.586/2014, pautada para o dia 03.07.2015(sexta-feira), em que mais uma vez se discutirá o percentual 21,7%, e conclamar os membros do Tribunal de Justiça a não se submeterem a essa pressão.

São Luís, 02 de julho de 2015.

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão –  SINTSEP/MA
Sindicato dos Agentes e Inspetores Penitenciários do Maranhão – SINDSPEM
Sindicato dos Servidores de Estado da Saúde do Maranhão – SINDSEMA
Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Estado do Maranhão – SINFA/MA
Sindicato dos Técnicos Agrícolas do Estado do Maranhão – SINTAG/MA
Sindicato dos Servidores da Funac – SINDIFUNAC 
Sindicato do Grupo Tributação, Arrecadação e Fiscalização da Fazenda Estadual do Maranhão – SINTAF-MA 
Sindicato dos Engenheiros no Estado do Maranhão – SENGE-MA
Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão – SINDSJUS
Sindicato dos Servidores da Assembléia Legislativa do Estado do Maranhão – SINDSALEM
Associação dos Procuradores do Estado do Maranhão – ASPEM
Associação dos Delegados de Polícia Civil do Maranhão – ADEPOL 
Associação Cultural Recreativa Social dos Servidores da Educação do Estado Maranhão – ACRESSEMA
Associação dos Agentes e Inspetores Penitenciários do Maranhão – AAGIPEM

 

Fonte: Blog do Jorge Aragão