Delegados de Sergipe aderem à greve geral e serviços são alterados

0
3608
Os delegados de Polícia Civil de Sergipe também aderiram à greve geral deflagrada nesta terça-feira, 22, pelas Centrais Sindicais. Por conta da greve que se estenderá até a próxima quinta-feira, 24, algumas delegacias não realizarão atendimentos à população.
Para garantir os 30% de efetivo previsto em lei, atuarão em regime de plantão, as delegacias de Itabaiana [no interior] e a delegacia Plantonista [capital], além das delegacias de Roubo e Furto, Denarc, Cope, Dipol e Acadepol.
“Com exceção dessas, todas as demais estarão fechadas, ou seja, abrirão é claro, mas não terá atendimento ao público e toda a demanda que chegar será reencaminhada para uma dessas delegacias da capital ou no caso do interior para Itabaiana. Nós estamos no movimento unificado desde o início e o objetivo é a abertura da mesa de negociação, reposição salarial 2014, o cumprimento dos PCCV e subsídios, mas o governo apesar dessa quantidade de sindicatos e entidades engajadas, não avançou nenhum milímetro”, afirma o delegado Paulo Márcio, presidente da Associação dos Delegados de Sergipe (Adepol).
Na quarta-feira, 23, cada categoria fará sua mobilização específica. Já no dia 24 de setembro, às 14 horas, todas as classes estarão reunidas no Parque da Sementeira, onde farão uma caminhada com direção ao Palácio dos Despachos.
Governo
O Governo do Estado encaminhou uma nota ao Portal. “Neste momento, o maior compromisso do Governo do Estado é honrar com o pagamento de salários dos servidores dentro do mês trabalhado. Não há, pelo menos por enquanto, como onerar a folha de pagamento com reajuste. Quanto ao PCCV, esse é um compromisso firmado pelo governador Jackson Barreto. Parte dos servidores já teve a primeira etapa do PCCV implementada, com incorporações salariais. Os servidores do Detran, por exemplo, iniciaram oficialmente uma discussão para implementação do seu PCCV. A gestão estadual já recebeu 28 sindicatos e permanece dialogando com todas as categorias.
Em dezembro de 2014, o Governo do Estado por meio do Decreto 29.925 de 1º de dezembro, determinou medidas para redução de custos e modernização da máquina, como a redução de secretarias e órgãos, diminuição de cargos em comissão, carros locados, linhas telefônicas, pagamento de diárias entre outras medidas”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here