COMUNICADO SOBRE O VETO MANTIDO NA LC 173/2020 NA VOTAÇÃO DO CONGRESSO NACIONAL

0
453
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu o veto a reajuste de servidores Fonte: Agência Câmara de Notícias

Prezados DELEGADOS DE POLÍCIA DO BRASIL

Apesar  de notável esforço, não  foi possível  confirmar na Câmara dos Deputados a derrubada do veto 17 conforme ocorreu no Senado.

Ficam, no entanto, algumas reflexões importantes para todos neste momento adverso:

  • Setores do Governo Bolsonaro novamente falham e desconsideram a importância para a sociedade neste momento crítico para a Nação brasileira do trabalho de sacrifício à própria vida e saúde que os profissionais da Segurança Pública e da Saúde, por exemplo, tem demonstrado no cotidiano das mazelas nacionais;
  • Infelizmente, além do realismo político cru e não necessariamente pautado pela justiça, a pressão das forças do mercado financeiro, setores da grande mídia influenciaram na percepção generalizada de inexistentes “privilégios” a estas carreiras, em sua maior parte sem reajustes por anos e que somente através de anuênios ou triênios possuem um mínimo de recomposição em suas baixas remunerações. Não há profissionais da Segurança Pública e da Saúde com penduricalhos extrateto imorais que infelizmente o Congresso Nacional continua a ignorar;
  • Infelizmente nas discussões políticas prevalecem as conveniências de momento em detrimento do que é justo socialmente. ;
  • Por outro lado, vários parlamentares, alguns mesmo da base do governo, honraram seu compromisso conosco e votaram pela derrubada do veto, mesmo sofrendo ataques pesados da referida base governista e de setores da sociedade;
  • Aprendemos que quando nós nos unimos temos muita força, tanto que quase revertemos um veto que pareceria tranquilo pelo governo confirmar no Congresso Nacional, algo que não  ocorreu e mereceu por parte dele, muito esforço e uso de todas as armas.
  • é notório que não podemos pautar nossas interlocuçoes políticas pelo radicalismo e polarização extremista que cega o Brasil. Temos que agir com racionalidade estratégica.

Aliás, os profissionais da linha de frente nesta pandemia, notadamente da saúde e segurança pública, nem sequer tiveram como acompanhar tal votação por estarem justamente na labuta exaustiva e sacrificando suas vidas pessoais e profissionais, não havendo condições de mobilização física.

Posteriormente a história trará a justiça e a verdade, ainda que pelo caminho da moralidade e justeza.

Resta-nos agradecer o esforço de todos, indistintamente, até  porque, temos outras grandes  lutas nacionais pela frente.

Ao final, pedimos a cada um, que agradeçam, pessoal e formalmente, os Senadores e Deputados que foram justos votando a favor da derrubada do referido veto e de todos nós.

Agradecemos a todos que se dedicaram e empenharam. Uma luta justa sempre vale a pena.

DIRETORIA DA ADEPOL DO BRASIL E FENDEPOL