Categorias pedem apoio para PEC que aumenta salários

0
1396

Os procuradores do Estado, os advogados da União e os delegados federais pediram apoio do Governo do Estado, ontem, à PEC 443, que vincula os salários dessas categorias aos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Pela PEC, que está em tramitação no Congresso Nacional, essas categorias terão direito a recebe 90,25% do que ganha um ministro do STF.

As categorias realizaram um café da manhã ontem para pedir o apoio da bancada federal e do governador Wellington Dias ao pleito. Wellington Dias afirmou que é favorável à aprovação da PEC, mas alertou para a conjuntura econômica desfavoável. “Assim como a Advocacia Geral da União trabalha para a União, a Procuradoria do Estado trabalha para o Estado. Ou seja, há necessidade de apenas ter um olhar para essa conjuntura. Querem que se tenha aprovação do seu pleito, mas numa perspectiva de longo prazo, devido à conjuntura escassa de receitas como temos agora”, comentou o governador.

O deputado federal Júlio César (PSD) ressaltou a defasagem nos salários destas categorias . “Há uma defasagem muito grande nos salários dos procuradores federais, da Advocacia Geral da União e da Polícia Federal em relação ao Ministério Público Federal. Então, nós estudamos e vimos o problema da inflação acumulada no período e acho que nos devemos dar esse voto de confiança. Votei, no primeiro turno e vou votar a favor no segundo”, declarou Júlio Cesar. O deputado federal Silas Freire (PR), afirmou que não vê dificuldades para a aprovação da PEC 443.

O texto da PEC vincula aos vencimentos de ministros do STF os salários de advogados da União, dos estados e dos municípios; de delegados da Polícia Federal e de polícias civis estaduais; e de outras carreiras do serviço público federal. No nível mais alto, os vencimentos vão chegar a R$ 30.471,00 – 90,25% dos R$ 33.763,00 que recebem os ministros da mais alta corte do país. O aumento imediato nos contracheques seria de pelo menos 53%. No caso da AGU, o salário em final de carreira do advogado-geral da União passaria de R$ 22.516,94 para R$ 30.471,10.

Fonte: Redação 24h Piaui

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here