Audiência discute desvinculação da perícia criminal das polí

0
900

A Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol BR) participou nesta terça-feira (03) de Audiência Pública realizada pela comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 325/09. O texto prevê a desvinculação da perícia criminal das polícias, tornando-a uma instituição independente, como a Advocacia Pública e a Defensoria Pública.

Além do vice-presidente jurídico da Adepol do Brasil, dr. Wladimir Reale, que foi um dos debatedores, também acompanharam a  audiência o presidente e vice-presidente da entidade, Paulo D’Almeida e Carlos Eduardo Benito Jorge, além de diversos diretores e presidentes das Associações e Sindicatos dos Delegados dos estados e do DF.

Em sua explanação, dr. Wladimir Sérgio Reale, afirmou, com base em parecer técnico da Associação Nacional dos Procuradores da República, que a PEC é inconstitucional por vício de iniciativa. Concluiu dizendo que, para resolver a questão da falta de investimento na perícia criminal, assim como para a educação e saúde, é necessária a verba vinculada para a segurança pública, visando a melhor prestação de serviços ao cidadão.

Também participou do debate o diretor geral do Departamento de Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra; entre outros. Nova audiência ficou marcada para o próximo dia 13.