ADEPOL DO BRASIL QUESTIONA DECISÃO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL

0
145

A Adepol do Brasil, entidade de classe de âmbito nacional representativa da categoria de Delegados de Polícia de todo Brasil, questionou em medida interpelatoria o TSE para fins de revisão da resolução que restringiu o porte de arma de fogo de Delegados de Polícia e todos policiais em locais próximos às áreas de votação nas eleições a ocorrerem em 02 de outubro deste ano, próximo domingo, dentro do perímetro de 100 metros de onde funcionarão as urnas.

Por ser uma prerrogativa legal estabelecida em legislação federal, a Adepol do Brasil considera extemporânea o ato regulamentar do TSE e põe em risco centenas de milhares de profissionais da segurança pública em todo país, constituindo-se o porte funcional um pressuposto inerente à natureza da carreira, que desenvolve atividades de periculosidade diuturnas.