ADEPOL DO BRASIL É DESTAQUE NO JORNAL CORREIO BRAZILIENSE

0
347

A ADEPOL DO BRASL foi destaque na edição impressa desta quinta-feira (09) do jornal Correio Braziliense. Em artigo cujo título é “Violência política contra a mulher é crime e fere a democracia”, publicado na editoria “Opinião”, a Diretora desta entidade de classe de âmbito nacional, Dra. Raquel Gallinati, relembrou que, há 91 anos, foi instituído o Código Eleitoral e as brasileiras conquistaram o direito de votar.

“Era facultativo. As casadas podiam votar com autorização do marido. Já as viúvas e solteiras podiam votar desde que tivessem renda própria. Somente em 1965, o voto das mulheres tornou-se obrigatório, sendo equiparado ao dos homens. Somente em 1965, o voto das mulheres tornou-se obrigatório, sendo equiparado ao dos homens”, destaca a Diretora da ADEPOL DO BRASIL em um dos trechos.

Dra. Raquel Gallinati também citou que “a violência política, inclusive de forma velada, é um desafio, infelizmente, comum às mulheres que ingressam na vida pública no Brasil, e é um dos principais fatores que justificam a reduzida presença feminina na política. Uma vez eleita, ou ocupando o lugar de liderança, a mulher enfrentará uma rotina exaustiva de discriminação, desrespeito e até ameaças, e será cobrada a todo momento, como se uma impostora fosse e tivesse que comprovar a legitimidade”.

Leia artigo completo: www.correiobraziliense.com.br/opiniao/2023/03/5078989-artigo-violencia-politica-contra-a-mulher-e-crime-e-fere-a-democracia.html